Gabrielle

Debutar

A Festa de Debutante

Um ritual de passagem O Baile de debutantes é considerado uma espécie de ritual de passagem da infância para vida adulta de uma adolescente, onde os pais apresentavam sua princesa à sociedade, começando assim uma nova fase em sua vida. Antigamente, era nesta data, que a jovem a dolescente tinha permissão de seus pais para usar roupas mais adultas, freqüentar reuniões sociais e casar. Ou seja, literalmente era uma data marcada para a menina se tornar definitivamente uma mulher. Agora dá pra imaginar como a data era tão esperada e almejada pelas jovens da época?


Onde surgiu o baile de debutante?

Os bailes de debutantes surgiram na Europa antiga, mais precisamente nos territórios que hoje conhecemos como França, Alemanha, Inglaterra e Áustria. As famílias nobres destas regiões realizavam um grande baile para a sociedade da época. E, além das razões já mencionadas acima, os bailes também tinham a função de atrair possíveis pretendentes para a jovem debutante. O ponto alto da festa de uma debutante O ponto alto da festa era quando a debutante trocava o vestido simples e quase infantil da recepção dos convidados, por um vestido mais adulto e deslumbrante para dançar a aguardada valsa com seu pai.


A Valsa

As danças dos bailes de debutantes variavam com os costumes locais de cada região que a festa era realizada, mas a valsa – uma mistura de danças de camponesas austríacas e alemãs – tornou-se a preferida e praticamente uma dança oficial de qualquer evento europeu da época.

Next

Aos meus convidados

Em primeiro lugar eu quero agradecer aqueles que são as pessoas mais importantes da minha vida, meu pai e minha mãe. Vocês são as pessoas mais fantásticas do mundo. Vocês sempre me ensinaram valores importantíssimos, me deram amor e educação. Se hoje eu sou o que sou e simplesmente porque vocês estiveram sempre do meu lado, me apoiando e me mostrando o caminho certo a seguir. Meu muito obrigado a vocês.


“A vida é uma peça de teatro que não permite ensaios. Por isso, cante, chore, dance, ria e viva intensamente, antes que a cortina se feche e a peça termine sem aplausos.” Charles Chaplin

Next

Álbum de fotos

Endereço

** Edereço Fictício **

Next